A importância de se desenvolver a autoconfiança na infância

Ter um filho não é tarefa fácil. Sustentar uma família é um grande desafio, sem dúvida. Além de suprir as necessidades básicas como alimentação, moradia e saúde, existem várias outros fatores que fazem os pais serem bem sucedidos na tarefa árdua da criação de um filho. A final eles não vem com manual de instruções. Antes de tudo permita-me revelar a grande missão: Criar filhos que tenham autoconfiança.

A educação tradicional é muito importante para dar condições de seu filho ser bem sucedido na vida. Ela dá a base para desenvolver suas faculdades mentais de forma saudável e de acordo com suas capacidades, de maneira que possa progredir ao longo do tempo. Mas a falha dela é não dar a devida atenção para o desenvolvimento da autoconfiança dos alunos.

Mas só pagar um bom colégio não resolve. É preciso acompanhar de perto a evolução e a capacidade de aprendizado de seus pequeninos. Mas não pára por aí. Observar como seus filhos se comportam frente às adversidades é extremamente importante para o desenvolvimento emocional deles. E isso não é bem trabalhado no ensino tradicional. O estímulo da autoconfiança é essencial para o equilíbrio emocional de uma criança.

É nesse ponto que os pais costumam ignorar. Justamente quando mais deveriam tomar cuidado. Pois é durante a infância que pequenas medidas podem trazer grandes resultados na formação do caráter de uma pessoa. Elas têm o poder de evitar sérios problemas psicológicos que podem os impedir de serem bem sucedidos no que decidirem fazer da vida.

Esporte como gerador de autoconfiança

Saber lidar com suas próprias emoções é o maior legado que você pode deixar para o seu filho. E tem várias maneiras que proporcionar isso. O esporte é um bom aliado nessa tarefa. Faz com que a criança perca a timidez, ganhe autoconfiança, melhore a comunicação, saiba se relacionar com outras em prol de um objetivo comum, ensina a lidar com a frustração quando se perde, e a tirar lições valiosas que irão ajudá-las a conquistar seus sonhos.

autoconfiança na infância

A medida que você ensinar seu filho a ser perseverante, disciplinado e ter confiança em si mesmo, vai ter dado a ele plenas condições de ser bem sucedido no que se propor a fazer. Mas infelizmente os pais não têm esse cuidado. A vida anda muito corrida e o compromisso da provisão daquilo que acham ser essencial para seus filhos fica cada vez mais pesado quando não se sabe o que realmente importa.

Os pais que não se importam com a inteligência emocional de seus filhos, só se interessam em dar conforto, comodidade e o último lançamento do Iphone para seus filhos a fim de suprir sua ausência. Mal sabem que estão prejudicando seus filhos com suas boas intenções. Estão criando uma geração mimada, sensível e que desiste de seus objetivos nos primeiros tropeços. Já as crianças que têm autoconfiança não se deixam abalar por qualquer situação adversa, pelo contrário, são resistentes à críticas, derrotas e perdas.

Conclusão

O indivíduo com autoconfiança e autoestima saudável não perde tempo pensando no que os outros acham a seu respeito e nem se comparando com o que os outros fazem. Ele age e não fica apenas aprendendo e planejando seus passos e alternativas caso algo não dê certo. Ele tem coragem de correr seus próprios riscos e de lidar com as consequências de seus atos. Em resumo: Ele sabe tomar decisões e agir de acordo com elas. São esses indivíduos que os pais devem se empenhar em formar dentro de suas casas.

Ensine seu filho como ter autoconfiança para tomar suas próprias decisões. Assim terá dado a ele a chave do sucesso. Caso você ainda sofra de falta de autoconfiança, acesse o link abaixo e comece a resolver esse problema hoje mesmo.

https://acadadiamelhor.com/como-vencer-a-timidez/

Deixe uma resposta